Por que a perda de peso pode estar ligada à saúde feminina? por Qual Farmácia

Por que a perda de peso pode estar ligada à saúde feminina?

Muitas mulheres costumam relatar que, quando tinham menos de 30 anos, sentiam mais facilidade para conquistar a perda de peso. Essa constatação geralmente tem relação com o fato de que, ao longo dos anos, a taxa metabólica basal (é a quantidade mínima de energia (calorias) necessária para manter as funções vitais) começa a reduzir.

De forma prática isso quer dizer que, conforme o tempo passa, para manter o peso é necessário ingerir menos calorias diariamente. Portanto, o fato da mulher continuar se alimentando sempre da mesma maneira de quando tinha 20 anos pode levar ao aumento de peso.

No entanto, se você acredita que a solução para esse problema é colocar em prática dietas restritivas e atividades físicas extenuantes, saiba que isso pode prejudicar o seu metabolismo. O mesmo cuidado vale para a aplicação de algumas medicações, como os compostos hormonais, que prometem a perda de peso.

A seguir, veja como a saúde da mulher é influenciada quando há perda de peso sem saúde e, na sequência, saiba como emagrecer de forma adequada!

Os perigos da perda de peso sem cuidados

Para a redução do peso, são necessários objetivos e planejamento. E como se trata de um processo que exige manutenção para dar realmente certo, medidas que prometem mudanças radicais em curto prazo devem ser descartadas.

Diante desta situação, vale entender duas importantíssimas questões sobre a saúde feminina que são diretamente afetadas pela perda de peso a qualquer custo: a irregularidade menstrual e a dificuldade em engravidar.

Irregularidade menstrual

É preciso ter em mente que, para que todas as funções do corpo permaneçam regulares, o equilíbrio é essencial. A partir do momento em que ocorrem privações excessivas de alimentos, em conjunto com a prática exagerada de exercícios físicos, o organismo passa a priorizar apenas as funções vitais, como a respiração e a atividade cerebral.

Conforme a Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo, a perda repentina de peso pode levar à amenorreia secundária, caracterizada pela interrupção, por três meses ou mais, do ciclo menstrual em mulheres que, até então, menstruavam normalmente.

Injetar compostos hormonais que prometem aumentar a saciedade também pode fazer com que as mulheres parem de menstruar.

Dificuldade para engravidar

Dietas restritivas podem prejudicar a formação natural dos hormônios. O fato de elas interferirem no ciclo menstrual faz com que, automaticamente, afetem também o sistema reprodutor. Já em relação à ingestão de compostos hormonais sem prescrição médica, pode ocorrer em algo ainda mais grave: a infertilidade.

A perda de peso sem danos à saúde

Algumas atitudes, quando aplicadas diariamente, são bem eficientes para levar a uma perda de peso segura e saudável. Conheça algumas delas:

Reduzir as porções

Dietas restritivas e sem acompanhamento não funcionam em longo prazo. Portanto, é necessário reeducar o organismo e emagrecer aos poucos e continuamente. Para isso, uma boa maneira é controlar as porções, o que contribui para diminuir as calorias consumidas sem desequilibrar o organismo.

Escolher bons alimentos

Consuma, ao longo do dia, frutas, verduras e legumes em conjunto com peixe ou frango. Na hora dos carboidratos, prefira os alimentos integrais, pois eles mantêm a saciedade e a distribuição de energia por mais tempo.

Dormir o suficiente

Cada pessoa possui uma necessidade distinta de horas diárias de sono. É preciso entender qual é o tempo suficiente para você e prezar por dormir com qualidade. Privar-se de horas de sono afeta a produção de hormônios ligados à saciedade e isso dificulta o emagrecimento.

Praticar exercícios físicos

Escolha uma atividade pela qual você goste — dança, musculação, pilates, yoga, corrida, entre outras — e a pratique com regularidade. A Organização Mundial da Saúde recomenda, pelo menos, 20 minutos diários de atividade física leve ou moderada.

Procurar acompanhamento médico

Se você tem aplicado todas essas recomendações e, mesmo assim, não vê resultados, procure o auxílio de um médico especialista: ele é o profissional indicado para identificar se há algum problema metabólico ou hormonal.

Agora que você já está informada, aproveite para compartilhar essas orientações nas suas redes sociais. Elas podem ajudar outras mulheres a entenderem sobre a perda de peso saudável e segura!

Leia ϟ comentários

ϟ Comentários

Voltar Comentar