Entenda como funciona uma cirurgia 3D por Qual Farmácia

Entenda como funciona uma cirurgia 3D

Atualmente, graças a maior divulgação da tecnologia tridimensional, médicos, cientistas e pacientes têm se rendido aos inúmeros benefícios dessa inovação no campo da medicina. Pois além de possibilitar procedimentos personalizados, a técnica pode auxiliar na realização de cirurgias que necessitam ou não do uso de óculos 3D, na utilização de câmeras endoscópicas e até mesmo espelhos.

Quer saber mais sobre o que é a cirurgia 3D, como ela funciona e quais suas vantagens? Então não deixe de acompanhar nosso artigo!

Como funciona a cirurgia 3D?

A cirurgia 3D utiliza um software especializado, no qual é feito o planejamento e simulação em computador. As imagens vistas no campo cirúrgico não são mais obtidas observando diretamente a ferida operatória do paciente, mas sim formadas por câmeras endoscópicas usadas em cirurgias minimamente invasivas, que são transmitidas em uma tela projetada, por meio de computação.

Assim, em uma cirurgia 3D, os médicos devem confiar totalmente na imagem da tela para ver o que estão fazendo. Exigindo, dessa forma, uma preparação profissional mais aprofundada sobre a técnica, dado que demanda muito conhecimento anatômico, habilidade manual e destreza na utilização da tecnologia.

Para isso é recomendado que tanto médicos recém-formados quanto aqueles que atuam há bastante tempo na área estudem e se aperfeiçoem sobre esses novos equipamentos, que são cada vez mais úteis nos procedimentos cirúrgicos.

Quais as vantagens da técnica 3D?

Com a realização de um procedimento cirúrgico 3D podemos destacar uma série de benefícios, como:

  • redução do tempo intraoperatório;
  • maior visibilidade para identificar estruturas;
  • mais precisão para dissecar e suturar;
  • menor tamanho na incisão;
  • menor tempo de pós-operatório e de internação;
  • recuperação mais rápida do paciente para retomar suas atividades;
  • melhor resultado estético.

Quais pacientes podem se submeter a cirurgia 3D?

Todos os pacientes podem se beneficiar da nova técnica, especialmente casos mais complexos do ponto de vista cirúrgico. Por ser pouco invasiva, que evita grandes perdas de sangue e a necessidade de transfusão de sangue, ela oferece maior precisão cirúrgica e recuperação mais rápida.

Por exemplo, esse novo tipo de cirurgia computadorizada é possível ser utilizada em operações de próstata, para evitar que se alcancem os nervos nos quais as lesões poderiam provocar impotência.

O método minimamente invasivo foi utilizado em cirurgias abdominais como a retirada de tumores no pâncreas, área de difícil acesso cirúrgico em técnicas tradicionais. Quando realizadas por cirurgia robótica 3D a visibilidade é facilitada, a perda de sangue é menor, a chance de retirar toda a lesão aumenta, e consequentemente, o prognóstico e a sobrevida do paciente.

A cirurgia 3D está sendo bastante aplicada também na área estética, tanto pela odontologia bucomaxilofacial quanto pela cirurgia plástica. O recurso em 3D permite que a cirurgia seja planejada e simulada previamente. Com a sobreposição dos exames de imagem e fotografias do paciente é possível visualizar as mudanças faciais necessárias para se obter o melhor resultado estético.

Se você gostou do assunto, não perca nossas atualizações e siga-nos nas redes sociais — FacebookInstagram, e YouTube!

Leia ϟ comentários

ϟ Comentários

Voltar Comentar