É necessário tomar vermífugo todos anos? por Qual Farmácia

É necessário tomar vermífugo todos anos?

Há quanto tempo você não escuta os termos “amarelão”, “barriga d’água” e “bicho de porco”? Felizmente, já tem alguns anos, não é mesmo? Apesar dos nomes e das doenças não terem sido extintas, essas expressões eram popularmente conhecidas porque representavam não só os sintomas, mas também os riscos de determinadas parasitoses intestinais. Logo, muitas pessoas tomavam o famigerado vermífugo para preveni-las.

No entanto, até hoje, muitos pais se preocupam com essa questão, pois é durante a infância que as crianças ficam mais suscetíveis à contaminação dos vermes. Mas, afinal, quando é necessário dar/ tomar vermífugo? Todos os anos? É indispensável indicação médica ou pode ser ingerido por conta própria?

O medicamento

O vermífugo é o nome dado para um grupo de medicamentos capaz de tratar os vermes intestinais. Contudo, só pode ser administrado após exames que confirmem a presença dos parasitas, seguido da avaliação médica. Pois para cada parasitose existe um remédio específico para o tratamento adequado.

Além do que dependendo do estágio da contaminação, pode ser necessário receber mais doses do medicamento.

Quem pode tomar o vermífugo?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tratamento deve ser periódico para as pessoas que vivem em áreas de risco e com maior ocorrência às parasitoses. Este grupo inclui crianças de 1 a 14 anos de idade e trabalhadores com riscos ocupacionais como mineradores e alguns trabalhadores do campo.

As pessoas que moram em áreas acima de 20% de ocorrência de parasitoses devem receber tratamento anualmente e, se for maior que 50%, elas devem receber tratamento a cada 6 meses.

Os sintomas e as formas de prevenção

É verdade que o acesso ao saneamento básico e à água potável diminuíram consideravelmente os casos de parasitoses, mas a ausência de cuidados básicos com a higiene pode se tornar o grande vilão e, mais do que isso, se manifestando de maneiras desagradáveis, como dores abdominais, desconforto na digestão, diarreia crônica e anemia.

Por isso, no dia a dia é importante que as pessoas utilizem água filtrada, tratada quimicamente com hipoclorito de sódio ou fervida, pois desta forma ela estará isenta de vermes. Também é importante lembrar de lavar frequentemente as mãos, principalmente antes das refeições. Ao comprar frutas, legumes e verduras, higienize-as antes de guardar. E, na hora de se alimentar, prefira os alimentos cozidos aos crus.

Caso tenha animais de estimação também é interessante manter o quintal limpo e evitar andar descalço em locais que possam ter a presença de parasitas. Pois hoje, mesmo que sejam raras as doenças como ancilostomose (amarelão), esquistossomose (a barriga d’água) e a teníase (transmitida pela ingestão de carnes bovinas e suínas contaminadas por parasitas), elas ainda existem e é preciso se prevenir!

Aproveite para compartilhar esse artigo com seus amigos e familiares!

Leia ϟ comentários

ϟ Comentários

Voltar Comentar