Botox muito além dos tratamentos estéticos por Qual Farmácia

Botox muito além dos tratamentos estéticos

Em 2002, os órgãos de saúde competentes aprovaram o uso da toxina botulínica para melhora temporária das rugas. Depois, foram aprovados outros usos, como tratamento da sudorese excessiva, doenças oculares como blefaroespasmos e estrabismo e, até mesmo, distúrbios neurológicos como distonias e enxaquecas. E, realmente, pode-se dizer que o uso dessa substância nesses tratamentos é seguro e eficaz, desde que aplicada por um médico dermatologista ou um cirurgião plástico treinados e certificados pela Associação Médica Brasileira.

Botox é uma marca para a toxina botulínica A, assim como Dysport, Xeomin, Prosigne e Botulift. É uma neurotoxina (uma ação paralisadora) que se liga às terminações nervosas, inibindo a liberação do neurotransmissor (substância química que transporta e aumenta os sinais entre os neurônios) responsável pela contração muscular. Essencialmente, paralisa o músculo, reduzindo assim o aparecimento de rugas e deixando o rosto com um aspecto mais relaxado. Os efeitos do tratamento duram de três a seis meses.

Fins estéticos

O uso mais comum da toxina é tratar as rugas dinâmicas, chamadas de “linhas de preocupação” ou “linhas de expressão”, encontradas principalmente no terço superior do rosto. Estas linhas são formadas devido à ação repetitiva do músculo em áreas específicas. Por exemplo, a glabela, onde a toxina é usada para tratar as rugas que ficam entre as sobrancelhas. Também pode ser usado nas rugas horizontais da testa, “pés de galinha” ao redor dos olhos e “linhas de coelho” no nariz.

A toxina pode ainda prover uma elevação da sobrancelha lateral, arrebitar o nariz, ajudar com ondulações do queixo, minimizar os músculos da mastigação, melhorar o contorno da mandíbula, diminuir o sorriso gengival e atenuar os músculos do pescoço. Há uma grande lista de áreas que podem ser tratadas com a toxina!

Cuidados

Muitas pessoas pensam que a toxina trata todas as rugas. Mero engano! É importante entender que ela trata as rugas dinâmicas apenas, não as estáticas. As rugas dinâmicas só surgem quando fazemos as expressões faciais, por exemplo, franzir a testa ou sorrir. Rugas estáticas, por outro lado, são aquelas que aparecem mesmo quando o rosto está em repouso.

Se a toxina paralisar os músculos ao redor de uma ruga estática, não fará muita diferença na aparência, uma vez que a linha ainda permanecerá lá com ou sem a contração muscular. No entanto, o uso a longo prazo, evita que aquela ruga aumente ou fique mais profunda. Para as rugas estáticas ou vincos, os preenchimentos podem ser utilizados no mesmo dia da toxina.

E quando começar o tratamento? Não existe uma idade exata para iniciar as aplicações. Ouço com frequência “não estou pronto” ou “sou jovem, não preciso ainda”. A verdade é que a maioria das pessoas que pensam assim são as que mais se beneficiariam do tratamento, pois a toxina funciona como uma medida preventiva no combate as rugas.

Outros usos do Botox

As injeções de Botox também são eficazes no alívio da hiperidrose dos pés, das mãos, das axilas, do rosto ou de pequenas áreas, como os seios. A toxina bloqueia temporariamente os sinais químicos responsáveis por ativar as glândulas sudoríparas. Uma vez que este produto químico está bloqueando, as glândulas na área do tratamento simplesmente não produzem mais suor.

Muitos pacientes questionam se faz mal “parar de suar”. As injeções são feitas bem superficiais na pele. Logo, o efeito é apenas na área onde o Botox foi injetado. Para vocês terem uma ideia, as glândulas das axilas correspondem a menos de 2% do total destas glândulas. Ou seja, o resto do corpo continua a regular sua temperatura normalmente.

Quando usado para tratar a sudorese excessiva das axilas, o Botox mostrou uma diminuição de 82-87% na transpiração. Os resultados começam a ser notados 2 a 4 dias após o tratamento. Os efeitos duram entre 4 a 12 meses.

A decisão de fazer ou não a aplicação de toxina (ou qualquer outro tratamento cosmético) merece avaliação cuidadosa do seu médico dermatologista ou cirurgião plástico.

Se você tem mais alguma dúvida sobre o uso do botox, deixe seu comentário! No mais, nos vemos próximo mês aqui no blog Qual Farmácia.

Leia ϟ comentários

ϟ Comentários

Voltar Comentar