5 vitaminais essenciais para a manutenção da sua saúde por Qual Farmácia

5 vitaminais essenciais para a manutenção da sua saúde

Dificuldade para dormir, fadiga, irritabilidade e perda de apetite são alguns dos avisos estranhos que o seu organismo pode dar quando há uma carência de vitaminas e nutrientes. Com a proximidade do Dia Mundial da Saúde, celebrado no dia 07 de abril, o Qual Farmácia preparou este artigo para lembrá-lo da importância de uma boa alimentação e da suplementação vitamínica com comprimidos para o bom funcionamento e o bem-estar do seu corpo.

Mas, antes de tudo, vale explicar: as vitaminas são substâncias orgânicas que o nosso organismo não consegue produzir por conta própria. Por isso, é tão fundamental ingerir alimentos saudáveis e, principalmente, in natura que contenham essas vitaminas para que o nosso corpo possa absorvê-las.

Como atuam no organismo

Essas substâncias são responsáveis por participar de processos celulares que auxiliam no sistema imunológico, evitando e curando doenças; no funcionamento de forma geral do metabolismo; na recuperação tecidual e muscular e da saúde óssea; e, inclusive, ajudam na absorção dos demais nutrientes consumidos na alimentação.

No entanto, não podemos esquecer que a quantidade a ser ingerida pode variar de acordo com as necessidades fisiológicas individuais, bem como sexo, idade e estado de saúde. Por esse motivo que em casos específicos, como crianças em fase de crescimento, gestantes e lactantes ou indivíduos com a saúde debilitada podem ser orientados a aumentar a ingestão de vitaminas.

Para isto, como dito anteriormente, existem duas formas de repor essas vitaminas: por meio do que os especialistas chamam de “comida de verdade”, que são as frutas, legumes, grãos e cereais, hortaliças, oleaginosas e carnes, bem como por suplementos que também podem fornecer ao organismo os nutrientes em falta. Portanto, veja a seguir as 5 vitaminas que precisam estar em dia para a manutenção da sua saúde!

Vitamina A

A ausência de vitamina A pode causar cegueira noturna, dermatite, gengivite e aquela fadiga que prejudica a realização das nossas tarefas diárias. Esse nutriente também é conhecido como retinol, pois ele é um oxidante que protege as células contra os radicais livres e se armazena facilmente no organismo, sendo essencial à visão.

Suas principais fontes são as frutas e vegetais de cor amarela e laranja (cenoura, manga e abóbora, além de folhas verdes escuras (espinafre, brócolis e couve). Já nos alimentos de origem animal é possível encontrar a vitamina A no fígado, peixe, leites e derivados, e ovos.

Vitamina B12

A carência de vitamina B12 é associada, principalmente, à alimentação restritiva dos vegetarianos e veganos. Isso ocorre porque a B12 ou cobalamina é uma vitamina encontrada predominantemente em alimentos de origem animal, o que por sua vez pode provocar a anemia. Por esta razão que, antes de fazer quaisquer restrições alimentares, é importante realizar um acompanhamento nutricional com um especialista para que não surja nenhum problema de saúde.

Vitamina C

Você se alimenta bem, treina regularmente, mas é só mudar de clima que já pega um resfriado ou uma gripe? Pois então saiba que seu organismo está precisando de vitamina C! Conhecida também como ácido ascórbico, essa vitamina é indispensável para o sistema imunológico que protege o organismo contra as infecções.

Ela também ajuda na manutenção das funções glandulares e do crescimento, da manutenção dos tecidos, na prevenção contra o câncer e contra o surgimento da catarata (problema ocular que se caracteriza pela opacidade total ou parcial do cristalino). Onde é possível encontrá-la? Na laranja, limão, acerola, morango, kiwi, cenoura, tomate, pimentão, entre outros.

Vitamina D

Falou em vitamina D, pensou em banho de Sol, não é mesmo? É verdade que uma das formas de obter esse nutriente se dá pela exposição solar desde que não se esqueça do uso do filtro solar. No entanto, outra maneira de potencializar essa vitamina pode ser pelos seguintes alimentos: gema de ovo, fígado, salmão e, em menor quantidade, sardinha e atum.

A falta desse nutriente pode provocar a má absorção de cálcio, fragilidade nos ossos e fraqueza muscular, bem como problemas de raquitismo (enfraquecimento dos ossos em crianças) e cáries.

Vitamina E

Já a vitamina E possui uma poderosa ação antioxidante capaz de diminuir os riscos de desenvolvimento de doenças cardíacas, contribui para a proteção do cérebro contra o Alzheimer, melhora a fertilidade e reforça o sistema imunológico. Esse nutriente pode ser encontrado nos óleos de girassol e amendoim, nas oleaginosas e nos vegetais verde-escuros.

Mas, lembre-se: primeiro consulte um médico para realizar qualquer mudança alimentar ou tomar um suplemento vitamínico. Pois somente um especialista está apto a avaliar e indicar o melhor tratamento para cada caso individualmente. Se for recomendado o uso de suplementação, escolha o medicamento mais adequado pelo aplicativo Qual Farmácia.

Leia ϟ comentários

ϟ Comentários

Voltar Comentar